Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks


Sarau da Onça chega à 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

A antologia "O Diferencial da Favela: poesias quebradas de quebrada", organizada pela equipe que realiza o Sarau da Onça é composta de poemas de 50 autores de Salvador e será lançada no estande da União Brasileira de Escritores (UBE), dia 24 de agosto de 2014, a partir das 16 horas, durante a 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. Estarão presentes Sandro Sussuarana, Evanilson Alves, Alaíde Santana e Valdeck Almeida de Jesus (editora Galinha Pulando), organizador e editor, respectivamente. Na capital paulista, além da bienal, os poetas participam de um sarau na Biblioteca José Paulo Paes (Centro Cultural da Penha) e outras atividades literárias pela cidade.
 
A obra literária tem capa ilustrada por Zezé Olukemi e fez parte do I Festival de Arte e Cultura que o Sarau da Onça, projeto selecionado no edital “Arte em Toda Parte”, em 2013, patrocinado pela Fundação Gregório de Matos, ligada à Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Cultura da Cidade do Salvador.
 
Os poetas do livro são Denisson Palumbo, Jairo Pinto, Gleise Silva Sousa, Alan Felix, Marconi Machado, Paulo Vendaval, Silvana Oliveira, Varenka de Fátima Araújo, William Silva, Sidney Fortes, Renato Almeida, Raphael Mukumbi, Audelina Macieira, Carlos Daliga, Cleidinalva, Cristiano Sousa, Crispin, Ednaldo Muniz, Evanilson Alves dos Santos, Gonesa Gonçalves, Sandro Sussuarana, Sil Kaiala, Valter Bitencourt Junior, Rodrigo Gomes da Silva, Vanessa Cruz, Osmar Junior, Maria da Hora, Luiz Menezes de Miranda, Joyce Melo, Heider Santos Gonzaga, Adalmir Chabi, Verônica Soares, Alaíde Santana, Egerce, Gildásio Barreto, Hildete Monte Verde, Giovane Sobrevivente, Jacquinha Nogueira, Leandro Mota, Joane Macieira, Jefferson Mirnauivitã, Fábio Haendel, Lane Silva, Jocevaldo Santiago, Luciana Ribeiro, Jorge Augusto, Maiara dos Anjos Silva, Josémário: O Poeta Caipira, Marcelo Oliveira e Renata Rabelo.
 
Foram destacadas as Menções Honrosas aos textos: Brazileiro - Alan Felix, Pena da Sorte - Fábio Haendel, Berimbau Barroco - Denisson Palumbo, Convidativo - Renato Almeida, Quilombo Rio Dos Macacos - Paulo Vendaval, Feice buzuk - Vanessa Cruz, Intimidade - Hildete Monte Verde, Tia Anastácia - Giovane Sobrevivente, Mundo paralelo - Heider Gonzaga, Prenda-me - Sil Kaiala.
 
Coordenado pelo estudante de Serviço Social Sandro Ribeiro dos Santos (Sandro Sussuarana), o Sarau da Onça atua em Sussuarana nas dependências do Espaço CENPAH – Centro de Pastoral Afro, pertencente à Paróquia São Daniel Comboni, em Salvador-BA. A cada quinze dias são realizados saraus, apresentações musicais, leituras poéticas e canjas de hip hop e outras atividades culturais.
 
Serviço
O que: Lançamento do livro “O diferencial da favela. Poesias quebradas de quebrada”
Quando: 24 de agosto de 2014, às 16hs
Onde: Estande da União Brasileira de Escritores (UBE) – 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo
Fones: 71 9331 5781, 8454 8187 e 71 9345 5255
Editora: Galinha Pulando - ISBN: 978.85.66465.12.9
Páginas: 115
Assessoria de Imprensa: Valdeck Almeida de Jesus, 71 9345 5255

Fontes:
http://www.iteia.org.br/jornal/sarau-da-onca-vai-a-23-bienal-internacional-do-livro-de-sao-paulo
Sarau da Onça lança antologia com poemas de 50 autores
O evento acabou se tornando um celeiro de artistas que não teriam outra oportunidade para descobrir o talento com as palavras.

Em uma busca rápida na internet sobre Sussurana, notícias relacionadas à violência são as mais constantes. Uma pessoa que nunca passeou pela comunidade, provavelmente, desistiria da visita baseada nesse panorama. Mas será que o local se resume a isso? Um grupo de jovens do bairro, capitaneado pelo estudante de Serviço Social Sandro Ribeiro dos Santos (foto), o Sandro Sussuarana, se fez a mesma pergunta. A resposta foi, claro, não.

Mas como fazer para apresentar para as pessoas e, principalmente, para a própria comunidade a verdadeira Sussuarana? A solução veio através de poemas escritos pelos próprios moradores, reunidos no livro O Diferencial da Favela: Poesias Quebradas de Quebrada, que tem lançamento hoje, às 18h, na primeira edição do Festival Arte e Cultura, que acontece no Centro Pastoral Afro, em Sussuarana.
SARAU Não existiria livro se esse mesmo grupo de jovens não tivesse fundado, em maio de 2011, o Sarau da Onça. Aideia para criar o evento veio de um exemplo que movimentava o Pelourinho. Sandro e os amigos do Juventude Negra Pela Paz encontraram alguns panfletos do Sarau Bem Black, organizado pelo professor de Literatura Nelson Maca, e resolveram conhecer o projeto. Gostaram tanto que passaram a frequentar assiduamente. “O nosso grupo já promovia eventos e então pensamos:por que não fazer um sarau lá em Sussuarana?”, conta o estudante.
Desde a primeira edição, o sarau foi bem aceito pela comunidade.“Nos primeiros, a quantidade de pessoas foi muito grande. Em junho não teve, para esperar o retorno, e foi quando as pessoas começavam a nos perguntar sobre o sarau, quando ia ter de novo, e aí decidimos continuar”, revela.
O evento acabou se tornando um celeiro de artistas que não teriam outra oportunidade para descobrir o talento com as palavras. “Começaram a surgir muitos jovens que recitavam os próprios poemas. E percebemos que na comunidade tínhamos muitos artistas não só da música e da dança, mas também da poesia. Então pensamos em eternizar esses poemas. Queríamos mostrar o quanto essas pessoas são importantes para nós, e decidimos fazer o livro como um agradecimento”, destaca.
Depois de vencer o edital Arte em Toda Parte, da Fundação Gregório de Matos, o Sarau da Onça promoveu um concurso de poemas que reuniu mais de 500 textos, enviados por mais de 100 pessoas. Desse punhado, o grupo escolheu 50 artistas, que assinam o conteúdo do livro. “Ficamos muito felizes pelas pessoas terem acreditado no projeto. Os temas foram muito bons, e são temas que já trabalhamos no sarau: a mulher, a valorização do negro, a indignação com as mazelas sociais”, conta.
A noite de autógrafos integra o I Festival de Arte e Cultura, que celebra os três anos do Sarau da Onça. A programação ainda conta com oficinas de grafite, dança, poesia, cordel e teatro, no dia 25 de maio, das 10h às 12h. São 15 vagas por oficina e as inscrições acontecem a partir do dia 17 de maio. Tem, também, apresentações de grupos da região como Os Agentes, A Febre, Novo Projeto Sonoro, MC Dimano,The Fabulous e o Grupo de Capoeira Anjos do Berimbau, a partir das 16h. Todas as atividades do I Festival de Arte e Cultura têm entrada gratuita.
Fonte: Correio da Bahia

Centro Pastoral Afro: Rua Albino Fernandes, 59-C, Centro Pastoral Afro – Novo Horizonte, Sussuarana - Salvador-BA
Data: 10, 17, 24 e 25/5, às 18hs
Contato: (71) 8454 8187 (Sandro Sussuarana)

Resultado do concurso literário - Abaixo estão os 50 autores selecionados que farão parte da primeira antologia poética do Sarau da Onça. Confira:

Adalmir Chabi, Alaide Santana, Alan Felix, Audelina Macieira, Carlos Daliga, Cleidinalva, Cristiano Santos, Crispin, Denisson Palumbo, Ednaldo Muniz, Egerce, Evanilson Alves, Fabio Haendel, Gildásio Barreto, Giovane Sobrevivente, Gleise Souza, Gonesa Gonçalves, Heider Gonzaga (Soundcistas), Hildete Monte, Jacqueline Nogueira, Jairo Pinto, Jefferson Mirnauivita, Joane Macieira, Jocevaldo Santiago, Jorge Augusto, Josemario de carvalho, Joyce Melo, Lane Silva, Leandro Mota, Luciana Ribeiro, Luiz Menezes, Maiara dos Anjos da Silva, Marcelo Oliveira, Marconi Machado, Maria da Hora, Osmar, Paulo Vendaval, Raphael Lisboa, Renata Rabelo, Renato Almeida, Rodrigo Gomes, Sandro Sussuarana, Sidney Fortes, Sil Kaiala, Silvana Santana, Valter Bitencourt, Vanessa Cruz, Varenka de Fátima, Veronica Soares, Willian Silva.

O 10 Melhores poemas, os quais receberão menção honrosa:

Brasileiro - Alan Felix
Pena da Sorte - Fábio Haendel
Berimbau Barroco - Denisson Palumbo
Convidativo - Renato Almeida
Quilombo Rio Dos Macacos - Paulo Vendaval
Feice buzuk - Vanessa Cruz
Intimidade - Hildete Monte Verde
Tia Anastácia – Giovane Sobrevivente
Mundo Paralelo - Heider Gonzaga
Prenda-me - Sil Kaiala


Fonte: Sarau da Onça
Mais informações no Facebook e no blog http://saraudaonca.wordpress.com/
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 10/01/2014
Alterado em 20/08/2014


Comentários