Valdeck Almeida de Jesus
O poeta da verdade!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks


Pomba Preta da Paz

Chega de luz no fim do túnel;
É tempo de enegrecer, escurecer,
todos os túneis, ruas, praças;
tudo virar noite, trevas, sombras...
É tempo de ocupar esquinas, labirintos da Terra,
as profundezas abissais,
empretecer cada canto, cada recanto;
 
É hora de ocupar o que é de direito,
repartir a renda nacional,
estar em todos os continentes,
rios, riachos e afluentes...
É tempo de reciclar,
passar tudo pelo Buraco Negro,
filtrar o mundo e o universo,
fazer outra prosa e outro verso...
 
A coisa tem que ficar preta
e quanto mais preta, melhor;
se empretecer, vai melhorar...
Mentes e consciências
o Câmbio Negro vai cambiar
e a cor negra vai imperar...
Será um novo mundo,
com Magia Negra
e todos terão orgulho
de ser mais uma Ovelha Negra
participar do Mercado Negro
e entrar na Lista Negra
pois tudo vai enegrecer...
 
É hora de substituir a Pomba Branca
pela verdadeira Pomba Preta da Paz...
Valdeck Almeida de Jesus
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 05/03/2016
Alterado em 27/07/2016

Música: Pomba-Preta-da-Paz - Valdeck Almeida LETRAS e Chico do Crato MELODIA



Comentários